Início Site

Listamos o que não pode faltar no chá de bebê, vem conferir

O que não pode faltar no chá de bebê
Chá de bebê: foto divulgação

Seja presencial ou virtual, o chá de bebê é o momento de celebrar na nova vida.

A pandemia causada pelo coronavírus mudou a forma como fazemos tudo, principalmente nossas comemorações. Muitas futuras mamães, por exemplo, ainda sabem se farão ou não o chá de bebê.

Outras optaram pela versão virtual, que fez muito sucesso durante o pico da pandemia. Com a iminência da segunda onda de Covid-19, o evento online poderá ainda ser o preferido das famílas.

O evento, presencial ou virtual, é o momento de celebrar na nova vida e precisa ser planejado com cuidado e muito carinho. A dica da plataforma iFraldas é ter o perfil em uma rede social, que ajuda na interação dos convidados e reúne informações sobre o evento.

Mas e a lista de presentes? Fraldas, brinquedos, roupas e kit higiene são algumas das prioridades.

Para definir o que pedir vale ouvir a opinião de médicos e perguntar a outros casais quais as experiências que tiveram com diferentes marcas.

Vejamos alguns do produtos que não podem faltar em um chá de bebê:

Fraldas

Item principal no enxoval dos bebês, as fraldas são as queridinhas das mamães de plantão.

Os pais podem optar pelos modelos descartáveis ou de pano, além das fraldas de ombro, de boca, cueiros ou para forrar o trocador.

De tão importante e necessária, algumas famílias trocam o chá de bebê pelo chá de fraldas, para conseguir uma quantidade que ajude a economizar por mais tempo após a gestação. Por que nós sabemos a quantidade de fraldas que trocamos ao longo do dia.

No Chá de Fraldas, em um formato mais tradicional, os pais estimam a quantidade necessária de fraldas para cada etapa do crescimento das crianças e disponibilizam a lista na esperança de que todos os convidados e convidadas comprem de acordo com o que foi sugerido. 

A novidade é criar uma lista de fraldas virtuais. Aqui a vantagem é que os pacotes de fraldas escolhidos pelos convidados são convertidos em crédito e depois depositados na conta dos pais. Ao gerenciar esse crédito, os pais adquirem fraldas de acordo com o crescimento do bebê.

“Ao utilizar a lista de fraldas virtual, é possível comprar de acordo com o tamanho necessário para o bebê em cada momento, evitando desperdícios. Além disso, os futuros pais podem testar as marcas, ver qual melhor se adapta ao bebê e analisar o seu custo-benefício. Com o dinheiro em mãos, é possível aproveitar as super promoções e economizar espaço em casa que seria usado para guardar o estoque de fraldas”, destaca a diretora comercial do iFraldas, Milene Guerson.

Roupas

Assim como no caso das fraldas, a sugestão de roupas deve levar em consideração o tamanho previsto do bebê nos ultrassons, isso porque dependendo do peso e da altura que o bebê tenha ao nascer, as peças menores podem nem chegar a ser usadas.

O guarda-roupa deve incluir bodies e camisetas de mangas longas e curtas, macacão, calça, meias, sapato de tecido, gorro, manta, babador, toalhas e toalhas-fraldas.

A dica é considerar ainda o mês e a estação do ano em que o bebê irá nascer, para que cada tamanho das roupas escolhidas acompanhe o crescimento da criança, mas também corresponda com a temperatura esperada para os próximos meses.

Brinquedos

Os brinquedos também são boas opções de sugestões de presentes. Os livros de plástico e os bichinhos de borracha são aliados para tornar a hora do banho divertida.

Já chocalhos e móbiles estimulam a atenção e os sentidos. Os mordedores serão úteis no período de nascimento dos dentes para aliviar o incômodo que os bebês sentem.

Outras sugestões

Os pais podem pedir também kit higiene. Inclua na lista algodões, cotonetes, xampus, sabonetes e pomadas.

Outras ideias para colocar na lista são mamadeiras, copinhos de transição, além da escova para mamadeira ou pinça higiênica, termômetros, protetores de berço e mosquiteiros.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Lançamento L.O.L. Surprise: Mochila Kit de Beleza

L.O.L Surprise
Kit L.O.L Surprise. Foto: divulgação View Cosméticos.

O Kit de Beleza L.O.L. Surprise é um lançamento da View Cosméticos.

Mais um lançamento da View Cosméticos dentro do universo da L.O.L. Surprise: a mochila Kit Beleza L.O.L. Surprise!

É uma excelente opção para presentear as meninas, já que a boneca é febre entre a garotada.

A mochila é pink e tem visor transparente, que possibilita ver seu conteúdo, além de ter a frente decorada com desenhos da boneca e ter características tradicional embalagem do brinquedo, como a estampa de zíper. Dentro dela, encontram-se:

  • Para os lábios: batom para hidratar e colorir a pele delicada dos lábios e gloss com glitter, para um toque glam ao look do dia. Os dois produtos formam um combo de beleza, cor e hidratação, com uma fórmula especialmente desenvolvida para as meninas;
  • Para as unhas: esmalte à base d’água em cor sortida, para deixar as unhas lindas e coloridas;
  • Para os cabelos: shampoo (120ml) e condicionador (100ml) com queratina e vitamina E, indicado para todos os tipos de cabelo. Com formulação suave que não irrita os olhos, a dupla é indicada para limpeza e hidratação dos cabelos das crianças.

A mochila Kit de Beleza L.O.L. Surprise da View Cosméticos é indicado para crianças a partir de 3 anos e está disponível para venda pelo preço médio de R$ 65,90. Todos os produtos são hipoalergênicos, dermatologicamente testados e cruelty free (não testados em animais).

Veja outros lançamentos na editoria Vitrine.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Quer fazer uma quiche perfeita? Então confira as dicas

Quiche perfeita
Confira dicas para a quiche perfeita! Foto: divulgação Finna

Essa quiche perfeita vai fazer você arrancar elogios da família.

Uma quiche perfeita: essa é a proposta da Finna, marca de farinhas e misturas para bolo, que compartilhou com o Maternidade Moderna seis dicas para te ajudar na hora de cozinhar.

Vem conferir:

  • Deixe a massa descansar na geladeira antes de abrir por, no mínimo, 1 hora ou de preferência de um dia para o outro;
  • Abra a massa sobre a forma e cubra com papel manteiga;
  • Coloque feijões sobre o papel manteiga, para impedir que a massa cresça e perca sua textura;
  • Asse a massa por 15 minutos em forno médio (180 ºC). Após este tempo, retire o papel manteiga e os feijões e fure a massa com um garfo;
  • Coloque o recheio, leve ao forno novamente e asse pelo tempo indicado na receita ou até dourar.
  • É comum que as receitas feitas com muitos ovos acabem ficando com aquele cheiro forte. Para fazer uma quiche perfeita sem nenhum cheirinho, peneire os ovos antes de utilizá-los. Outra dica é bater o creme com os ovos por pelo menos 5 minutos no liquidificador.

A quiche, feita a partir de massa com base de farinha, margarina e ovo, pode ter diversos tipos de recheio e temos uma sugestão de receita com abóbora e carne seca.

Então, bora cozinhar?

Ingredientes:

Para a massa:
1 xícara (chá) de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento)
½ litro de creme de leite
1 xícara (chá) de Margarina Puro Sabor
1 ovo

Para o recheio:
300 g de carne seca dessalgada e desfiada
4 ovos
1 xícara (chá) de abóbora sem casca cozida
3 xícaras (chá) de parmesão
Sal a gosto

Modo de Preparo:

Prepare a massa:
– Amasse a Farinha de Frigo Finna e a margarina até forma uma farofa. Acrescente 1 ovo e misture bem. Faça uma bola com a massa, embrulhe com filme plástico e deixe descansar na geladeira.

Prepare o recheio:
– Misture os quatro ovos restantes, o creme de leite, a carne, a abóbora, o parmesão e tempere com sal. Coloque a massa em uma forma de fundo removível e adicione o recheio. Leve ao forno 180 ºC por 30 minutos.

Para mais receitas para toda a família, clique neste link.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Veja dicas para prevenir doenças de pele causadas pelo uso de máscaras

Doenças de pele causadas por máscaras
Quem usa máscara por longos períodos pode sofrer com doenças de pele. Foto por freepik

Entre as doenças de pele mais comuns estão a acne, a dermatite e o ressecamento com rachaduras e descamação.

Você nunca imaginou que o ponto alto de 2020 poderia ser escolher as máscaras que combinem com sua roupa ou com sua personalidade. Mas este “novo normal” nos apresentou este item indispensável no nosso guarda-roupa. O problema é que o uso contínuo pode desencadear doenças de pele.

De acordo com a Dra. Nádia Bavoso, da Clínica Eveline Bartelsela, a máscara pode provocar (ou potencializar) algumas doenças de pele do rosto e lábios, principalmente para quem faz uso prolongado do equipamento de proteção.

Entre os problemas mais comuns estão a acne, a dermatite e o ressecamento com rachaduras e descamação, bem comuns nos lábios.

Mas é possível minimizar esses incômodos, veja algumas dicas: 

– Lave sempre o rosto com um sabonete suave e próprio para o seu tipo de pele e evite água mais quente.

Se você tem dificuldade em lavar com água fria, opte por uma temperatura pouco acima da ambiente. Quanto mais quente a água, mais ela agride a pele que já está mais sensível; 

– Hidrate muito bem o rosto e lábios pela manhã e antes de dormir. Se você já voltou à rotina de trabalho e passa o dia com a máscara, vale carregar um hidratante e reforçar ao longo do dia.

Os lábios merecem uma atenção especial e pedem uma hidratação contínua ao longo do dia. Já para o rosto, uma dica: logo depois de escovar os dentes após almoço, lave o rosto só com água e já hidrate o rosto todo.

– Para os homens, que não são muito fãs de cremes, a sugestão é investir em algo bem clássico, que absorve rápido e sem muita fragrância. As drogarias estão cheias de opções masculinas interessantes e com valor super acessível; 

– Evite usar maquiagem na região que a máscara cobre, quanto menos produtos que impedem a respirabilidade da pele, melhor. Aposte em um corretivo e use e abuse das makes nos olhos; 

– Não esqueça do protetor solar. Esse item é indispensável sempre e não seria diferente mesmo com as máscaras.

O mercado tem uma infinidade de opções atualmente. Minha sugestão é usar um à base de água para aproveitar e já hidratar a pele.

– Para as mulheres que gostam de se maquiar, vale a pena investir em um protetor com cor que não faz mal para a pele como uma base; 

– Por último e não menos importante: prefira máscaras de algodão ou de tecidos que não abafem mais o local.

“Temos visto muitas máscaras diferentes e até com paetês e brilhos, mas não recomendo o uso desses tecidos por muitas horas, podem irritar ainda mais a pele. Se você quer combinar a máscara com o look, uma saída é usar a mais suave ao longo do dia e deixar a mais fashion para ocasiões especiais”, aconselha a dermatologista. 

Se mesmo depois de todos esses cuidados você perceber o surgimento de irritações, espinhas ou vermelhidão, procure um dermatologista o mais rápido possível.

Quanto antes as doenças forem identificadas, mais rápida a recuperação.

 

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Seguindo protocolos sanitários, rede de hotéis oferece programação infantil

Programação infantil na praia com segurança
Para fugir da quarentena busque locais que seguem os protocolos sanitários.

A programação infantil Rede Beach Hotéis acontece nas unidades de Maresias, Juquehy e Camburi.

Para fugir o estresse da quarenta, muitas famílias buscam refúgio em locais que respeitam todos os protocolos sanitários para evitar o contágio do coronavírus. Uma boa opção é a Rede Beach Hotéis, que está com uma programação infantil para os pequenos com monitores todos os dias até o fim de novembro.

E o melhor, enquanto as crianças se divertem com brincadeiras e gincanas, os pais têm o merecido descanso.

A programação acontece de segunda a domingo, no Beach Hotel Maresias (na praia de Maresias), no Beach Hotel Juquehy (em Juqueí), e no Beach Hotel Sunset (na praia de Camburi). 

Confira as opções de pacotes para aproveitar uns dias no Litoral Norte de São Paulo com as crianças. 

Beach Hotel Maresias – Maresias – São Sebastião (SP)

Pacote de segunda a quinta, com três diárias
Valor: R$ 1.695,75 para o casal.
Pacote para o fim de semana (sexta a domingo), com duas diárias
Valor: a partir de R$ 1.620 para o casal, exceto feriados.
O que inclui: ambos os pacotes incluem café da manhã nas diárias.
Informações e reservas: (12) 3500-2143 ou pelo site www.beachhoteis.com.br

Beach Hotel Sunset – Camburi – São Sebastião (SP)

Pacotes de segunda a quinta, com três diárias
Valor: R$ 2.672 para o casal
Pacotes de sexta a domingo, com duas diárias
Valor: a partir de R$  2.677 para o casal, exceto feriados.
O que inclui: ambos os pacotes incluem café da manhã nas diárias.
Informações e reservas: (12) 3500-2149 ou pelo site www.beachhoteis.com.br

Beach Hotel Juquehy – Juqueí – São Sebastião (SP)

Pacotes de segunda a quinta, com três diárias
Valor: R$ 2.881,50 para o casal
Pacotes de sexta a domingo, com duas diárias
Valor: a partir de R$  2.720 para o casal, exceto feriados.
O que inclui: ambos os pacotes incluem café da manhã nas diárias.
Informações e reservas: (12) 3500-0730 ou pelo site www.beachhoteis.com.br

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Coleção Burundi apresenta trocadilhos lúdicos para os pequenos

Coleção de livros infantis Burundi
Livros da coleção Burundi apresentam trocadilhos lúdicos para crianças

Com a coleção “Burundi” as crianças poderão acompanhar o encontro entre pássaros, coelhos e jacarés.

Uma coleção de livros infantis que brinca com as palavras e ilustrações do imaginário infantil para ensinar de maneira lúdica. É a coleção Burundi, um lançamento da Catapulta Editores, com dois livros que apresentam diversas temáticas na mesma narrativa.

Foto: divulgação Catapulta Editores no Brasil.

Nos títulos “De espelhos, alturas e girafas” e “De cachorros falsos e leões verdadeiros”, as crianças poderão acompanhar o encontro entre pássaros, coelhos e jacarés, que renderá trocadilhos lúdicos. Os pequenos poderão compreender os conceitos de altura, tamanho, beleza, entre outros.

“O lúdico tem um papel fundamental na compreensão infantil. Quando, na história, um pássaro é apresentando como personagem para descrever o rosto de uma girafa, por exemplo, as crianças captam que a girafa é um animal alto e que a ave, por poder voar, pode alcança-la”, explica Carmen Pareras, diretora da Catapulta Editores no Brasil.

Pablo Bernasconi é o autor da coleção Burundi e reconhecido internacionalmente por ilustrações em jornais e revistas. A cada virada de página, texto e imagem se complementam e contribuem para a interação com as crianças.

Onde comprar: pelo site da Catapulta Livros, neste link ou nas principais livrarias do país, em lojas físicas e online.
Preço sugerido: R$ 49,90 cada.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Brincadeiras estimulam a coordenação e imaginação das crianças

Brincadeiras para desenvolvimento motor e da criatividade
Veja as dicas de atividades para desenvolvimento motor e criatividade. Foto criada por senivpetro / Freepick

São quatro brincadeiras para desenvolver a coordenação e dar asas a imaginação.

A quarentena continua a todo vapor e a criatividade dos pais vai acabando com o passar dos dias. Por isso, nós do Maternidade Moderna, estamos sempre em busca de atividades para ajudar nesta jornada. Hoje vamos sugerir brincadeiras para ajudar na coordenação e imaginação das crianças.

De acordo com a educadora e neuropedagoga Luciana Araújo, o período escolar primordial para o desenvolvimento físico, emocional e intelectual das crianças na primeira infância (do nascimento até os seis anos), foi adiado devido à pandemia e o isolamento, e muito se perdeu ao longo de todo o ano. 

“Nessa fase da vida, a criança está receptiva e em alerta devido ao intenso desenvolvimento neural, por isso, o brincar é sem dúvida a maior e melhor experiência orgânica para cuidar da sua educação integral”, aponta Luciana.

Por isso indicamos quatro brincadeiras recomendadas pela educadora, que contam com materiais práticos e acessíveis. Além de divertias, as brincadeiras usam métodos educativos. Vem conferir:

Varal da Infância

Você vai precisar de:

papel;
lápis;
algodão;
tinta;
cordão;
pegador.

A ideia é que você, com seus filhos, façam desenhos sobre a infância, a vida, a escola ou amigos da criança. Vale usar os materiais que desejar, como algodão e tinta, por exemplo.

Depois de pronto o desenho, a criança e o responsável devem procurar um local na casa para montar com o cordão um varal com os pegadores que irão segurar as artes da criança pendurada  como uma verdadeira exposição.

“Essa atividade desenvolve a coordenação motora fina das crianças por meio da utilização de materiais que exigem precisão, foco e concentração. Além disso, estimula a criatividade da criança que irá participar da sua própria criação e construção do início ao fim. Por fim, a exposição das obras irá contribuir para o desenvolvimento da autoconfiança, expressividade e do ajuste das emoções da criança”, explica Tia Lu.

Natureza Linda

Foto: Pinterest

Tem garrafas pets vazias em casa? Então lave-as bem, corte-as no meio e use-as como vasos para atividades de jardinagem com os pequenos.

Com as crianças você pode construir recipientes decorados e montar um lindo jardim com muita criatividade.

Depois, juntos, devem adubar a terra e escolher as sementes para plantar. É uma atividade contínua em que os dois vão continuar cultivando e nutrindo diariamente, acompanhando movimento de prosperidade natural do que foi plantado. Dependendo da semente escolhida, é possível até colher e plantar novamente.

Mãos em ação

A argila será utilizada nessa atividade que poderá ser direcionada pelos pais de forma livre ou contextualizada, trazendo um olhar pessoal dentro do que a criança está vivendo em sua realidade

Algumas sugestões de modelagens são de animais, corpo humano, formas geométricas, casas, brinquedos, escola, amigos, família, casa, reconstrução de itens de casa, objetos decorativos, jogos, alimentos, podendo modelar também todos os elementos presentes na natureza. 

“As habilidades manuais nessa fase tem uma importância especial, já que segundo o filósofo e educador Rudolf Steiner, as mãos ‘os olhos do sistema rítmico’. Essa brincadeira, apesar de simples, promove a movimentação dos pequenos músculos das mãos, fortalecendo suas estruturas internas e externas. Além disso, ativam sinapses nervosas diferentes de forma saudável e natural na criança”, complementa a educadora.

Dedoches

Foto: Pinterest

Aqui a imaginação é o protagonista da brincadeira. As atividades com dedoches partem da construção de personagens e objetos que irão ajudar as crianças e os responsáveis na construção de histórias.

Com materiais livres e que sejam de fácil acesso em sua casa, a confecção é de acordo com a imaginação e criatividade de cada um ajudando no desenvolvimento da coordenação motora fina da criança.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Dia da Criatividade: leve seus filhos para a cozinha

Dia da Criatividade
Chessecake criada pela Treloso

A partir de 2 anos já dá para ajudar a fazer vários pratos. Bora para a cozinha?

Você sabia que existe o Dia da Criatividade??? Também não sabíamos, mas como adoramos comemorar tudo aqui no Maternidade Moderna, sugerimos o seguinte: Que tal aproveitar o Dia da Criatividade para levar seus filhos para a cozinha?

A partir de 2 anos já dá para ajudar a fazer vários pratos. Olha só essas dicas de como as crianças podem participar na preparação da receita de acordo com a sua idade, compartilhadas pela Treloso:

  • A partir de 2 anos: já se pode colocar alimentos em uma tigela, amassar a massa, pegar e lavar frutas e legumes, além de misturar a massa do bolo (com supervisão);
  • A partir de 4 anos: é possível passar manteiga no pão (usar faca de plástico), montar pizzas e lanches, descascar ovos e arrumar a mesa;
  • A partir dos 7 anos: já é hora de colaborar com a lista do supermercado, medir ingredientes, usar o micro-ondas para aquecer os alimentos, usar o ralador e descascador, lavar louça, guardar as compras e temperar a comida;
  • A partir de 10 anos: é o período ideal para seguir uma receita, utilizar facas e usar o fogão (com supervisão), escolher o cardápio, fazer um bolo e preparar pequenas refeições.

E aí, o que achou? Então bora para a cozinha, a nossa sugestão é o Chessecake com Treloso Power:

Chessecake com Treloso Power

Ingredientes: 
Para a base:
14 pacotes de Biscoito Treloso Power (78 g)
6 colheres de sopa de Margarina Na Mesa

Para o recheio:
600 g de cream cheese
600 g de creme de leite
120 g de açúcar refinado
1 colher de chá de essência de baunilha
24 g de gelatina incolor em pó sem sabor diluída em 10 colheres de sopa de água

Para a cobertura:
Biscoito Treloso Power quebradinho
Chocolate derretido
Biscoito Treloso Power inteiro

Modo de preparo:
– Separe os biscoitos do recheio.
– Processe os biscoitos, formando uma farofinha.
– Misture com margarina a farofinha de biscoito, formando uma massinha e forre a base das forminhas.
– Na batedeira: processe o creme de leite, o açúcar refinado, o recheio dos biscoitos Treloso Power, o cream cheese e a essência de baunilha. Formando um creme homogêneo. Adicione a gelatina incolor diluída em água e misture bem.
– Coloque o creme sobre a massinha de biscoito e leve à geladeira por 2 horas.
– Decore com chocolate derretido com ajuda de uma bisnaga, finalize com o biscoito Treloso Power quebradinho e um Biscoito Treloso Power no centro.
– Sirva em seguida.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna
também nas redes sociais.

Pais estão participando mais da educação dos filhos durante a pandemia

Pais participam mais da educação dos filhos
Os pais estão participando da educação dos filhos durante a pandemia. Foto de August de Richelieu no Pexels

Além de participar mais da educação dos filhos, os pais passaram a valorizar mais os professores.

Como estão as aulas remotas por aí? Tem participado mais das atividades escolares? Saiba que você faz parte de uma estatística positiva: 51% dos responsáveis dizem participar mais da educação dos filhos, atualmente, do que antes da pandemia causada pelo coronavírus.

É o que afirma a pesquisa Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias, do Instituto DataFolha encomendada pela Fundação Lemann, Itaú Social e Imaginable Futures, e realizada com 1.021 pais ou responsáveis de estudantes das redes públicas municipais e estaduais do país.

Participação dos pais

Quando detalhamos melhor a pesquisa observamos que o índice de participação dos pais sobre para 58% na região Sul e 57% no Centro-Oeste.

Outro dado relevante é que participação na educação dos filhos aumenta para 58% entre os responsáveis com maior escolaridade, contra 47% entre os que têm nível fundamental. E não é só isso, 72% concordam com a afirmação de que estão com mais responsabilidade pela educação dos estudantes durante a pandemia, do que antes dela.

Isso mostra que este período difícil também pode ser positivo, pois se todos estivessem em suas rotinas “normais”, talvez muitos destes pais nem saberiam o que os filhos estudam. Ponto para educação!

Valorização dos professores

E os professores se reinventaram durante a pandemia. Aprenderam a criar aulas interessantes, a gravar vídeos e a fazer aulas online. Tudo em tempo recorde.

E tudo isso porque? Para que os alunos não ficassem prejudicados durante o ano letivo.

Essa atitude tão importante é reconhecida pelos pais. O levantamento do DataFolha mostrou que 71% dos responsáveis pelos estudantes estão valorizando mais o trabalho desenvolvido pelos professores e 94% consideram muito importante que os docentes estejam disponíveis para correção de atividades e esclarecimento de dúvidas durante as aulas não presenciais.

Eficiência do EAD

A pandemia realmente teve um efeito transformador para a educação. A maioria dos entrevistados (64%) consideram que as aulas não presenciais foram eficientes no aprendizado aos estudantes.

Para a gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do Itaú Social, Patricia Mota Guedes, os dados podem contribuir para que o poder público amplie seu olhar sobre o potencial das famílias e sobre o papel das redes de proteção à criança e ao adolescente. “Famílias estão acompanhando mais de perto o ensino para seus filhos, e valorizando ainda mais o papel central do professor. São transformações que vêm para dar mais força a iniciativas de valorização da profissão docente, assim como da parceria família-escola. Ao mesmo tempo, os dados sobre o contexto podem e devem ajudar a direcionar as políticas intersetoriais, tão necessárias para o desenvolvimento integral dos educandos, especialmente nos territórios em situação mais vulnerável”, diz ela.

Desafios pós-pandemia

Por outro lado, o mapeamento mostrou os principais desafios que devem ser enfrentados de agora em diante.

O maior deles é a motivação, já que 54% dos estudantes se sentem desmotivados. Os principais motivos são as dificuldades de estabelecer uma rotina de aprendizagem em casa.

De acordo com o diretor executivo da Fundação Lemann, Denis Mizne, a preocupação dos pais com uma possível desistência da escola pelos estudantes é um alerta para toda a sociedade. “A evasão e o abandono escolar não são um evento pontual, mas algo que terá reflexo sobre o estudante, sobre sua família e sobre a sociedade como um todo, aumentando ainda mais a desigualdade. Toda a sociedade deve estar engajada para evitar que o estudante desista da escola. Não pode ser uma tarefa única da escola ou da família. É importante mostrar ao estudante o que ele perde desistindo da escola, pois é uma forma de desistir da sua própria história, dos seus sonhos e do seu futuro”, diz Mizne.

Esta é a quarta onda da pesquisa realizada com amostra de abrangência nacional,  que tem por objetivos identificar se os estudantes dos ciclos Fundamental e Médio estão recebendo, acessando e realizando as atividades de aprendizado remoto durante a pandemia no Brasil

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

Mães e pais não concordam com o retorno das aulas presenciais

Alunos voltam as aulas com máscaras
Pais não querem o retorno às aulas. Foto: Freepik

Mesmo contra o retorno das aulas presenciais, parte das famílias não tem que não têm condições para que os filhos participem do ensino remoto sem restrições.

Mesmo com as aulas presenciais com datas marcadas para voltar em vários estados brasileiros, 86% das mães e pais não concordam com esse retorno, de acordo com o estudo do Trocando Fraldas.

No Espírito Santo, Piauí e Rio Grande do Sul, 87% dos participantes não concordam com o retorno das aulas no momento. Em São Paulo, estado com o maior número de casos, 85% da população acredita que a suspensão das aulas deve ser mantida. Já no Rio de Janeiro, 82% dos entrevistadas concordam com a não retomada.

Dentre todos os estados, Alagoas é o que menos concorda com a prorrogação da suspensão das aulas, porém mesmo assim conta com um alto percentual, 71% dos participantes.

Ademais, o estudo ainda constatou que mesmo com um alto percentual de pessoas que não são a favor do retorno das aulas no momento, somente 46% das famílias têm condições que os filhos participem do ensino remoto sem restrições; ou seja, que usufruam de todas as aulas em todas as formas que são apresentadas (online ou pela TV).

Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, estão no topo da lista das famílias que têm condições de fazer os filhos participarem do ensino remoto sem restrições. Com 57% para o Rio Grande do Sul, e 52% para os outros dois estados. Já em São Paulo, pelo menos metade da população, tem ou teria condições dos filhos participarem dessa forma de estudo remoto. E no Rio de Janeiro, 44% dos participantes responderam terem condições para tal.

Dificuldades do Ensino Remoto

Mesmo com uma porcentagem alta de pais e mães contra o retorno presencial das aulas, outros números preocupam: o de famílias que não têm condições para que os filhos participem do ensino remoto sem restrições, ou seja, que usufruam de todas as aulas em todas as formas que são apresentadas (online ou pelo TV). 

Outro estudo do Trocando Fraldas constatou que 46% das famílias estão nesta situação, o que ressalta ainda mais a desigualdade social entre os estudantes brasileiros.

Retorno às aulas nos Estados

Veja como está a situação do retorno às aulas em todos os Estados brasileiros:

ACRE

As aulas seguem suspensas no estado.

ALAGOAS

Aulas presenciais para adultos em instituições de atividades educacionais como cursos livres, de idiomas, de informática ou preparatórios e ensino superior foram retomadas.

Os municípios tem autonomia para fixar regras próprias para estas modalidades de educação.

AMAZONAS

As aulas do ensino­ fundamental recomeçaram no dia 30 de setembro, organizadas de forma híbrida, com parte das turmas indo em um dia e outra parte em outro. Os alunos que não estão na escola os estudantes acessam o conteúdo pelo sistema de educação a distância por canais de TV abertos e por perfis em plataformas como o YouTube.

AMAPÁ

Ainda não foi divulgada uma previsão de quando as atividades educacionais presenciais da rede pública serão retomadas

BAHIA

Aulas continuam suspensas sem previsão de retorno.

CEARÁ

Retorno das aulas presenciais para o 3° ano do ensino médio, para o 1º, 2º e 9º anos do ensino fundamental e para a educação profissional e de jovens e adultos na rede pública estadual, com 35% de capacidade das turmas.

A educação infantil está autorizada a retomar aulas presenciais com 50% da capacidade.

DISTRITO FEDERAL

As aulas presenciais na rede pública seguem suspensas. Mas a Secretaria de Educação adota o ensino remoto para os alunos. 

ESPÍRITO SANTO

As aulas retornam por etapa: inicialmente o ensino médio, a EJA e escolas de educação profissional, seguidas pelo Fundamental 2 e, por último, fundamental 1, com intervalo de 15 dias entre uma etapa e outra, em regime de revezamento.

GOIÁS

Seguem também sem funcionar presencialmente aulas das redes pública e privada, mas algumas instituições de ensino conseguiram a reabertura na Justiça.

MARANHÃO

Sem retorno para retorno das aulas da rede pública.

MINAS GERAIS

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG) informou que aguarda as futuras deliberações e decisões pertinentes à questão judicial para dar sequência ao processo de retomada das aulas nas escolas estaduais nos municípios que estão na onda verde do Plano Minas Consciente em que houver a autorização do município.

MATO GROSSO

O Governo do Estado divulgou no Diário Oficial desta quinta-feira (29) a Portaria 577/2020 da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), que trata da normatização das atividades escolares para este ano.

MATO GROSSO DO SUL

A SED (Secretaria de Estado de Saúde) está elaborando os protocolos para volta às aulas presenciais e diz que as escolas só funcionarão dependendo do cenário da pandemia em MS

PARÁ

As aulas presenciais seguem suspensas e a previsão de retorno da rede estadual é o mês de novembro, mas “dependendo do cenário epidemiológico do Estado”. 

PARAÍBA

O governo não possui previsão para a retomada das aulas presenciais.

PERNAMBUCO

De acordo como governo, 81 mil alunos voltaram às aulas. No entanto, os professores deflagraram greve no último dia 19. O Tribunal de Justiça de Pernambuco fixou multa diária de R$ 100 mil ao sindicato que representa a categoria pelo não retorno das atividades.  

As aulas remotas foram mantidas e o retorno ao presencial é opcional para os estudantes. Os cursos livres já estão autorizados a atender presencialmente 100% dos alunos, mas devem reduzir a ocupação das salas.

PIAUÍ

Os alunos dos 3° ano do ensino médio voltaram às aulas presenciais no último dia 20. Berçários, creches, educação infantil, ensino fundamental e as turmas de 1º e 2º ano do ensino médio continuam sem atividades presenciais até o fim do ano.  Também ficou para 2021 a retomada presencial de aulas no ensino superior, além de cursos, palestras, simpósios, congressos e preparatórios para concursos.

As aulas do 3° ano foram autorizadas, bem como os cursos universitário no 8° período em diante para práticas complementares em saúde e em estágios profissionais desde que respeitados protocolos gerais e específicos.  

PARANÁ

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte retomou as aulas extracurriculares na última semana.  A medida também abrange as escolas municipais e privadas para turmas do Infantil (a partir de 5 anos), Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio. As aulas curriculares presenciais seguem suspensas.

RIO DE JANEIRO

Na rede estadual, as aulas presenciais foram retomadas apenas para alunos do 3° ano do ensino médio e do quarto módulo de educação de jovens e adultos, em 13 municípios, no último dia 19.

RIO GRANDE DO NORTE

Foi autorizado pelo mesmo decreto o retorno das instituições de ensino superior, mas todas as atividades remotas devem ser mantidas para atender estudantes, professores e funcionários do grupo de risco ou os estudantes que não queiram frequentar as aulas presenciais.

RONDÔNIA

No dia 31 de agosto foi publicado o Decreto nº 25.348, que estendeu a suspensão das aulas das redes privada e pública até o dia 3 de novembro em todos os municípios. O decreto também admitiu o estágio de estudantes de medicina dos 5º e 6º semestres e de outros cursos da área de saúde no último ano, em unidades de saúde.

RORAIMA

No dia 19 de outubro foram retomadas as aulas da rede pública, por meio da modalidade de ensino remoto. As atividades escolares presenciais estão suspensas ainda sem prazo ou previsão de retorno, segundo a assessoria do governo do estado.

RIO GRANDE DO SUL

Desde 8 de setembro, aulas da Educação Infantil foram retomadas em algumas cidades por definição individual das prefeituras. Em seguida, foi a vez das instituições privadas e federais de ensinos superior, médio e técnico, que receberam aval de funcionamento em 21 de setembro. Desde o dia 20 de outubro deu-se início ao processo de retomada das aulas presenciais nas escolas estaduais de Ensino Médio.

SANTA CATARINA

Apenas as escolas que ficam nas regiões com risco alto (Amarelo) ou moderado (Azul) podem retomar as atividades. Além disso, as escolas também precisam ter os planos de contingência homologados pelos comitês municipais.

SERGIPE

A retomada das aulas presenciais no estado está prevista para novembro. No dia 17 devem voltar às escolas alunos das terceiras séries do ensino médio e dos cursos pré-universitários das redes pública e privada, em 203 escolas de 75 municípios. De acordo com a Secretaria de Educação, ainda não há previsão para os anos iniciais e finais do ensino fundamental. O sistema funcionará de forma híbrida, com aulas presenciais e remotas. A retomada é uma opção dos pais. 

SÃO PAULO

Na rede estadual, a volta dos alunos do ensino fundamental será, em princípio, em 3 de novembro. 

TOCANTINS

O governo federal publicou no dia 30 de setembro o Decreto n° 6.159 autorizando o retorno das aulas presenciais para a última etapa da educação básica e faculdades e universidades.

Obs. As informações foram levantadas pela Agência Brasil de Notícias e não incluem as escolas particulares.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.