Saiba quais devem ser os cuidados com a pele e os cabelos durante a gestação

Cuidados com a pele e cabelos
Imagem de Monfocus por Pixabay

Estes hormônios podem causar estrias, espinhas e excesso de oleosidade, causando efeitos indesejados na pele e nos cabelos.

A gestação vem acompanhada de uma série de alterações hormonais, que podem impactar a mulher fisicamente e psicologicamente. Estes hormônios podem causar estrias, espinhas e excesso de oleosidade.

Por isso a mulherada não abre mão de um bom cosmético para cuidar da pele e dos cabelos. Mas cuidado: vários aditivos presentes em cosméticos estão proibidos, principalmente no primeiro trimestre, pelo risco de causar má formação no bebê.

Pele

De acordo com a Dra. Bárbara Carneiro, dermatologista atuante em São Paulo (SP) e Salvador (Bahia), estão proibidos cosméticos com compostos por alguns tipos de ácido, como a hidroquinona e o ácido retinóico. O ácido salicílico no primeiro trimestre da gestação também deve ser evitado, hidratantes à base de ureia devem ser evitados durante toda a gestação

O mesmo vale para o uso descolorações (amônia), tintura, formol, metais pesados, como chumbo e arsênio, são proibidos. Não é recomendado pintar o cabelo e nem fazer escovas progressivas, já que tais substâncias podem ultrapassar a barreira planetária, fazendo mal ao bebê e até provocando má formação do mesmo.

Mas calma, nem tudo está perdido, a gestante tem alternativas: pode usar produtos à base de vitamina C para o rosto, principalmente aquelas mulheres que sofrem com o melasma.

“Produtos naturais, aloe vera, dexpantenol, glicerina, óleo da semente de uva e óleo de amêndoas também podem fazer parte da rotina de beleza da futura mamãe”, ressalta a Dra. Bárbara.

Após o parto, enquanto ocorrer o aleitamento materno, também não recomendo tais produtos químicos ou ácidos.  Só após o fim do aleitamento materno.

Cabelos

O mesmo cuidado vale para os cabelos durante a gestação. O ideal é fugir de processos químicos e cuidar dos cabelos fazendo um programa para as necessidades.

E sempre obedecer orientações dos seus obstetras, podendo assim manter couro cabeludo saudável e cuidar das madeixas neste período”.

Já no pós-parto, os cuidados com os cabelos são outros. Nesse período, ao invés de crescer, como ocorre na gravidez, pode haver queda dos fios.     

“Aproximadamente 3 meses após o parto, muitos obstetras trabalham em conjunto com os tricologistas, encaminhando suas pacientes, já que devido declínio hormonal e estresse natural dessa nova rotina geralmente os fios começam a cair”, destaca a tricologista Viviane Coutinho.

E aí, conta para gente, como estão suas madeixas?

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui