Pacientes internados têm direito a videoconferências com seus familiares em MG

Videoconferência
Foto: ilustrativa.

O direito a videoconferências entre pacientes e com familiares é garantido por lei.

Pacientes internados em Minas Gerais pelo SUS agora tem direito a fazer videochamadas com seus familiares. É o que garante a Lei nº 23.667/20, sancionada no último sábado (27/06) pelo governador Romeu Zema.

O direito vale tanto para pacientes diagnosticados com coronavírus e quanto para aqueles com outras enfermidades, uma vez que a visita presencial não é recomendada durante a pandemia.

“A visita virtual é muito importante nos casos de isolamento, como forma de manter o vínculo entre os familiares e dar apoio psicológico ao paciente durante a internação. Pensando tanto na proteção dos trabalhadores da saúde quanto no bem-estar dos pacientes, apresentamos esse projeto. Ele contempla não só os casos de Covid-19, mas também qualquer circunstância de isolamento decorrente de patologias com alto risco de contaminação”, afirma o deputado responsável pela iniciativa, Dalmo Ribeiro.

Em momento oportuno, a regulamentação busca efetivar e ampliar a prática de visitas virtuais, que já eram realizadas em alguns hospitais mas não em todos. “Uma legislação específica era o que precisava para que mais pessoas tivessem o acesso à seus familiares facilitado, mesmo em momentos delicados como o de uma doença”, completa Dalmo Ribeiro.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui