Mesada educativa: saiba o que é e como fazer

    Mesada
    Entenda mais sobre mesada educativa. Foto: ilustrativa

    Vem saber como aplicar a mesada educativa em seu planejamento financeiro.

    Você já ouviu falar em mesada educativa? Tem curiosidade de saber como este conceito pode ajudar o seu filho a se tornar um adulto mais responsável financeiramente?

    Então continue esta leitura porque fizemos este texto para explicar a mesada educativa e qual é a influência dela no crescimento saudável das crianças.

    O que é mesada educativa?

    O conceito de mesada educativa é bastante simples. Ele consiste em destinar um valor para a criança de forma periódica, buscando incentivar a autonomia e aprendizado sobre finanças desde cedo.

    Ao receber um valor por semana ou por mês, a criança aprende a lidar com o dinheiro. Dessa forma, se ela gastar tudo no primeiro dia, não sobrará mais nada para os seguintes.

    Da mesma forma, se ela quiser comprar um brinquedo mais caro, precisará juntar algumas mesadas para conseguir adquirir aquele item.

    Ou seja, a mesada educativa consiste em dar um valor baixo para o seu filho regularmente para ele começar a criar um relacionamento com o dinheiro e aprender os conceitos básicos de um planejamento financeiro.

    Como ela ajuda a criar adultos responsáveis financeiramente

    Diante disso, a mesada educativa ajuda você a criar adultos mais responsáveis financeiramente.

    Uma criança que tem contato com fundamentos básicos desde cedo poderá aprender noções sobre controle financeiro, por exemplo, sendo um adulto que sabe administrar bem o cartão de crédito, sem entrar em dívidas.

    Mas, para isso, você deve respeitar a quantia combinada e não dar valores extras quando a criança pedir. Só assim ela entenderá que o dinheiro é finito e precisa ser controlado.

    Quando a pessoa lida com esses valores desde pequena, ela se torna uma adulta mais consciente e responsável financeiramente.

    Existe um valor ideal para a mesada?

    Não existe um valor ideal para a mesada, mas é recomendado que você estipule uma quantidade de acordo com a sua classe social e que não seja acima do valor concedido pelos pais de outras crianças.

    Ou seja, é importante que o seu filho saiba que cada pessoa tem um salário diferente, mas ele não deve se sentir superior aos seus colegas mesmo que o salário dos seus pais seja de fato mais alto.

    Além disso, quanto mais velho o seu filho for, você pode aumentar o valor dessa mesada. Já para crianças de até 8 anos, recomendamos que você conceda valores bastante baixos, de até R$50,00 mensais.

    Ensinando sobre finanças para crianças

    Para obter o resultado desejado, vale a pena você ensinar os princípios básicos de finanças aos seus filhos, para que eles aprendam a fazer um eficiente planejamento financeiro e consigam controlar as finanças na crise quando se tornarem adultos.

    Combine as categorias

    Assim, combine as categorias. Elas podem ser separadas em “brinquedos”, “roupas”, “doces” e “experiências”, por exemplo. 

    Faça a sua criança pensar no que ela mais gosta de fazer para identificar o percentual de sua mesada que deve ser destinado a cada categoria de gastos.

    Ensine a diferença entre preço x valor

    Também ensine ao seu filho a diferença entre preço e valor. Muitos produtos para crianças são caros sem de fato apresentarem um benefício que valha a pena.

    Diante disso, faça-a perceber quais itens são realmente valiosos para ela e valem a pena serem investidos.

    Necessidade não é o mesmo que desejo

    Ensine ao seu filho que necessidade não é o mesmo que desejo. Se ele rasgar seu chinelo e precisar comprar um novo, essa pode ser uma necessidade.

    Porém, se ele já tiver dois chinelos e quiser comprar um terceiro por achar mais bonito, isso se trata de um desejo.

    Assim, mostre isso ao seu filho com exemplos práticos para que ele possa entender que alguns gastos são superficiais e podem ser considerados secundários.

    Dica bônus: método dos potes

    Uma dica bônus é ensinar aos seus filhos o método dos potes. Ele consiste exatamente em separar o dinheiro em categorias, como o exemplo que demos no tópico “combine as categorias”.

    Essas segmentações podem ser adaptáveis de acordo com a sua realidade. Quando somos adultos, potes comuns são os de despesas essenciais, reserva de emergência, entretenimento e educação, por exemplo.

    Benefícios da mesada educativa

    Existem muitos benefícios na mesada educativa, seguem alguns deles.

    • A criança aprende a criar um planejamento financeiro.
    • O seu filho entende a diferença entre valor e preço e entre necessidade e desejo.
    • É uma forma de educar financeiramente na prática.
    • O seu filho aprende a economizar e a noção de finitude do dinheiro.

    Considerações finais

    Agora que você já sabe o que é mesada educativa, pode implementá-la adequando os valores de acordo com a sua realidade financeira.

    Esta é uma ótima maneira de ensinar noções econômicas aos seus filhos desde pequenos para que eles se tornem adultos mais responsáveis e saudáveis financeiramente.

    Banner Comportamento

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui