Menino de 5 anos cai do 9º andar e morre em Recife

Menino morto em Recife
Miguel Otávio, foto reprodução Facebook.

A acusada do crime pede desculpas para a mãe.

Um menino de 5 anos morreu ao caiu do 9º andar (uma altura de 35 metros) um prédio na terça-feira, 2, em Recife/PE. O caso aconteceu no conjunto residencial conhecido como “Torres Gêmeas”, no bairro de São José.

De acordo com informações o Miguel Otávio, era filho de Mirtes Renata, que trabalhava como doméstica no conjunto habitacional, em um apartamento no 5º andar e neste dia precisou levar o filho para o trabalho.

Em determinado momento Mirtes precisou levar o cachorro dos empregadores para passear e deixou o menino com a patroa e uma manicure. A criança começou a chamar pela mãe e a patroa, Sarí Mariana Gaspar Hacker Corte Real acabou colocando o menino sozinho num elevador e ele foi parar no 9º andar. Miguel Otávio caiu de uma janela e faleceu.

Em entrevista ao G1 o delegado Ramón Teixeira, que investiga o caso, afirma que câmeras de vigilância mostram a patroa colocando a criança sozinha no elevador e apertando um botão no alto do painel.

A mulher foi presa em flagrante, pagou uma fiança de 20 mil reais e irá responder ao processo em liberdade. Para a justiça trata-se de homicídio culposo, pois a mulher não tinha a intenção de matar o menino.

O menino foi velado e sepultado nesta quarta-feira, 3.

Três dias depois, Sari, que é esposa do prefeito de Tamandaré (PE) divulgou uma carta pedindo desculpas pela morte do pequeno Miguel.

Veja a carta na íntegra:

“Carta a Mirtes,

Como mãe, sou absolutamente solidária ao seu sofrimento. Miguel é e sempre será um anjo na sua vida e na sua família. Não há palavras para descrever o sofrimento dessa perda irreparável.

Nunca, mas nunca mesmo, pude imaginar que qualquer mal pudesse acontecer a Miguel, muito menos a tragédia que se sucedeu. Te peço perdão.

Não tenho o direito de falar em dor, mas esse pesar, ainda que de forma incomparável, me acompanhará também pelo resto da vida.

Estou sendo condenada pela opinião pública como historicamente outros foram. As redes sociais potencializam o ódio das pessoas. Tenho certeza que a Justiça esclarecerá a verdade.

Na nossa casa sempre sobrou carinho e amor por você, Miguel e Martinha. E assim permanecerá eternamente. Rezo muito para que Deus possa amenizar o seu sofrimento e confortar seu coração.

Sarí Gaspar.”

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui