Introdução alimentar: por que esperar 6 meses + sinais de prontidão?

Criança sendo alimentada
Introdução alimentar deve ser iniciada após 6 meses e sinais de prontidão. Foto: prostooleh-br.freepik

Antes dos 6 meses o organismo do bebê, não está preparado para receber outros alimentos ou introdução alimentar.

Desde que nascemos uma das principais preocupações dos pais é a alimentação. E um dos momentos mais esperados é a introdução alimentar. Mas é preciso entender o processo para que o ato de comer se torne natural e prazeroso para os pequenos.

O indicado o bebê se alimente somente com leite até os seis meses de vida. Lógico que nem todas as mães conseguem amamentar seus pequenos ou manter a amamentação no peito durante esse tempo. Neste caso o indicado é introduzir a fórmula infantil.

Algumas mães acabam, por inúmeros motivos, introduzindo alimentos antes dos seis meses. Mas afinal, por que esperar os 6 meses e os sinais de prontidão para iniciar a introdução alimentar?

A nutricionista Beatriz Pollo conversou com o Maternidade Moderna e explicou o processo, confira nas linhas a seguir. As orientações valem para todos os bebês, independentemente se estão em aleitamento materno ou fórmula.

Tudo no tempo certo

Com toda certeza você já ouviu a clássica frase, provavelmente da sua tia, mãe ou avó: “ahhh, comecei a dar frutinha para meu bebê com 3 meses e ele não morreu.”

Quem bom que a criança não morreu, mas esta atitude está longe de ser o adequada. Agora pode parecer que está tudo bem, mas introduzir alimentos antes do indicado pode trazer consequências para a criança futuramente.

Existe um motivo para a Sociedade Brasileira de Pediatria e o Ministério da Saúde serem unânimes em nos dizer que até os seis meses de vida o bebê deve receber apenas leite materno ou fórmula. “Sem chazinho, águinha, frutinha, nada! Independente de qualquer situação, inclusive não é recomendado que se antecipe a IA por conta da volta ao trabalho antes dos 6 meses de vida”, ressalta Beatriz.

Ah, vale ressaltar que bebês prematuros devem ter 6 meses de idade corrigida, e não cronológica.

A “idade cronológica” é a idade real que o bebê tem, o tempo de vida dele depois do nascimento. Já a “idade corrigida” é a idade ajustada ao grau de prematuridade. É o tempo de vida que o bebê teria se tivesse nascido de 40 semanas.

Mas, voltando à Introdução Alimentar, não é frescura, antes dos 6 meses o organismo do bebê, não está preparado para receber outros alimentos.

É preciso respeitar o tempo das crianças, do desenvolvimento do corpo para estar pronto para receber outro alimento além do leite.

Para exemplificar, veja porque é importante esperar até os 6 meses para fazer a introdução alimentar:

Há menor risco de engasgo
Menor probabilidade de alergias
Enzimas digestivas estão mais eficazes
Estômago está pronto para receber e digerir esses novos alimentos
Intestino está maduro para absorver esses nutrientes
Rins estão prontos para filtrar o sangue nessa nova etapa
Sistema imune está mais maduro e eficaz (o risco de contaminação após a IA aumenta bastante, uma vez que com o leite materno o risco é quase zero)

“Resumindo, antes dos 6 meses o trato gastrointestinal do bebê não está pronto para receber outros alimentos. E se o seu bebê for prematuro, temos que fazer a idade corrigida”, orienta a nutricionista.

Sinais de prontidão

Além de estar com o organismo pronto para receber alimentos, os bebês precisam apresentar os sinais de prontidão. São eles:

Sentar com o mínimo de apoio (quando colocado sentado, o bebê não tomba para os lados)
Sustentar a própria cabeça
Levar objetos até a boca
Diminuição do reflexo de protrusão da língua (empurrar os alimentos para fora da boca com a língua)
Demonstrar interesse pelos alimentos

“Esses são os sinais externos que o bebê nos mostra que está pronto para começar a IA! Esperando esses sinais, diminuímos significamente o risco de o bebê desenvolver alergia”, completa Beatriz.

Saiba mais sobre alimentação e introdução alimentar neste link.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui