Desafio de ser mãe em tempos de isolamento social

Mãe
Foto Pixabay

Você está sobrecarregada, eu sei. Já são quase 2 meses isolada em casa o dia inteiro com as crias, trabalhando à distância, com medo pelo marido que está na rua.

Vocês têm dias bons, de chamegos, risos, de fazer massagem, brincar de corrida de pintinhos de corda, pintar, ler abraçadinhos, rir do que caiu fora e não dentro do lixo. E também têm dias ruins, de gritos, choros, impaciência, ameaças. Você sente medo diariamente, medo de morrer, medo pelas pessoas queridas, por aqueles que não têm o que comer, por quem ficou gravemente doente. Mas você também se esforça pra ter esperança, pra acreditar que vamos superar tudo isso e que seus filhos abraçarão seu único avô de novo.

Você sente falta da escola onde seus filhos se divertiam com os amigos, dos amigos seus e deles, da diarista que tanto te ajudava com a casa e a comida, das idas ao parque e à sorveteria, dos passeios com o cachorro, de sentar num café pra bater papo com suas amigas, de andar tranquilamente no hortifruti num sábado de manhã, de ver seu pai, sua avó, seu enteado, seus irmãos, seus sobrinhos. .
.
Você não quer e nem consegue ser professora da sua criança nesse momento, mas faz algumas atividades de interesse dela, no tempo dela. Nem sempre você está disponível emocionalmente pra brincar ou responder todas as perguntas possíveis sobre o mundo. Às vezes você deixa almoçar pipoca com banana e ver 5h de TV num único dia. E a arrumação e limpeza da casa se resumem ao minimo do mínimo, dividido com o marido. Porque você precisa trabalhar e também respirar de vez em quando.

Você sente falta de muita coisa, mas também agradece por ter ao seu lado uma criança tão alegre e cheia de vida, que perdoa seus erros muito mais rápido do que você mesma o faz. Você está dando o seu melhor a cada dia, mesmo que esse melhor seja meio feio e capenga de vez em quando.

Continue assim, se cuidando, se perdoando, não se cobrando demais e se nutrindo dessa conexão tão especial entre vocês. Você já é a melhor mãe que seus filhos poderiam ter.

PS.: Se alguém souber quem é o autor, por favor, nos avise para dar os devidos créditos.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui