Cuidados na gestação: posso usar unhas em gel?

    Unhas
    Unhas em gel. Foto: Cottonbro

    Será verdade que substâncias químicas usadas para aplicação das unhas em gel afetam o desenvolvimento do bebê?

    Durante a gestação a “dança” dos hormônios deixa as mulheres mais sensíveis, principalmente quanto a sua aparência. Por isso, cuidar do visual sempre faz bem, como por exemplo, fazer as unhas.

    Além do básico, que é retirar as cutículas e esmaltar, muitas mulheres investem nas unhas em gel, mas será que o procedimento é permitido para gestantes?

    A dermatologista Dra. Roberta Almada, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia, explica que há poucos estudos e informações sobre a segurança das substâncias químicas utilizadas em aplicação de unhas em gel e outras durante a gestação e seus efeitos no feto.

    “Portanto, sempre será mais seguro evitar a aplicação do esmalte em gel nesse período. Vale ressaltar que embora pareça ser um procedimento inofensivo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia contraindica o uso de unha em gel durante a gravidez”, explica

    Não há nenhum estudo que relacione diretamente os efeitos da exposição a lâmpada UV (utilizada para a fixação e secagem do esmalte) e a aplicação de unhas de gel, com algum tipo de mal para a gestação.

    “Mas é exatamente por esse motivo, que o indicado é evitar esse procedimento durante a gravidez. Em relação aos produtos utilizados, alguns salões utilizam produtos que contêm metil metacrilato para fixar a aplicação em gel. Essa substância pode aumentar consideravelmente o risco de alergias como a dermatite de contato e irritação”, explica Dra. Roberta.

    Mas calma, isso não quer dizer que você não pode cuidar das unhas, basta tomar alguns cuidados, confira abaixo:

    • minimize ao máximo o tempo do contato das unhas com os solventes: durante a gravidez as unhas podem ficar mais frágeis e quebradiças, deixar as unhas imersas nessas soluções acaba agravando ainda mais o problema;
    • faça as unhas em locais abertos ou com boa ventilação: o cheiro dos solventes, esmaltes e removedores podem causar náuseas e vômitos em gestantes com predisposição;
    • prefira os esmaltes livres de dibutilftalato, tolueno e formaldeído: essas substâncias podem ser tóxicas para o bebê, e existe um risco, apesar de pequeno, de defeitos no desenvolvimento fetal. Além disso, podem ser potenciais irritantes para pele e mucosa da mãe.

    Com esses cuidados você poderá exibir lindas unhas e ainda garantir a saúde e a segurança do seu bebê!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui