Campanha incentiva o compartilhamento de informações sobre a doença epilepsia

50 milhões de passos
Campanha estimula a divulgação de informações com a hashtag “#50MillionSteps”. Imagem: reprodução

A epilepsia ainda é uma doença rodeada de mitos e preconceitos.

Cerca de 50 milhões de pessoas no mundo têm epilepsia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Apesar dos números, a doença ainda é rodeada de mitos e preconceitos.

Por isso a Associação Brasileira de Epilepsia se juntou com associações em todo mundo, soma esforços para divulgar a campanha internacional 50 million steps for epilepsy (50 milhões de passos pela epilepsia). O objetivo da campanha é incentivar doações e a compartilhamento de informações sobre a doença nas redes sociais.  

A ação foi criada pelo International Bureau for Epilepsy (IBE), organização que trabalha em prol da melhoria da condição social e a qualidade de vida das pessoas com epilepsia e visa juntar 50 milhões de passos pela doença até o Dia Internacional da Epilepsia, 8 de fevereiro. Os passos também podem ser acompanhados por doações para associações que apoiam a causa.

“Qualquer um pode contribuir com o apoio de um smartphone para rastrear os próprios passos e enviar os dados pelo site. Para inspirar mais pessoas é importante compartilhar o progresso individual nas redes sociais, usando a hashtag #50MillionSteps. Ainda é possível fazer doações em dinheiro, que ajudam a fazer a diferença”, explica a Presidente da ABE, Maria Alice Susemihl.

Competição

A campanha “50 million steps for epilepsy” começou no dia 4 de janeiro e já conseguiu mais de 45 milhões de passos e para incentivar mais as pessoas a participarem, terá uma competição. 

Os melhores vídeos compartilhados nas redes sociais com a hashtag “#50MillionSteps” ganharão uma quantia em dinheiro, de acordo com cada categoria.

“A repercussão da campanha nas redes sociais contribui para que as pessoas comecem a entender o que é a epilepsia. Com mais visibilidade, há mais compreensão social. É importante destacar que haverá um grande esforço nas redes sociais, por parte dos apoiadores da causa, principalmente, no Dia Internacional da Epilepsia. Quanto mais pessoas usarem a hashtag #EpilepsyDay, melhor”, finaliza a Presidente da ABE.

Saiba mais em no site 50 Milion Steps.

Veja também:

Acompanhe as notícias do Maternidade Moderna também nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui